top of page

O Poder da Escolha: Abraçando a Dicotomia do Controle em sua Vida

Atualizado: 19 de ago. de 2023

Equilíbrio Entre o Controlável e o Incontrolável

Caravela em alto mar enfrentando uma tempestade com guerra em terra firme
Dicotomia do Controle O Poder da Escolha

No mundo dinâmico em que vivemos, onde as pressões e desafios cotidianos parecem surgir de todos os cantos, a compreensão profunda da dicotomia do controle pode ser a chave para alcançar um estado de harmonia e resiliência. Neste artigo, vamos mergulhar nas águas profundas dessa filosofia e descobrir como dominar essa arte pode transformar nosso bem-estar mental, emocional e espiritual.


A Essência da Dicotomia do Controle

A Dicotomia do Controle O Poder da Escolha, um conceito que permeia a filosofia e a psicologia, refere-se à ideia de que existem duas categorias distintas nas quais podemos dividir nossas preocupações e ações: aquelas que estão sob nosso controle direto e aquelas que estão além de nossa influência imediata. É uma reflexão sobre como lidamos com essas duas categorias que molda nossa resposta aos desafios e nos permite alcançar a paz interior.

Circulo do controle
Dicotomia do Controle

Os estóicos acreditavam que a vida é cheia de circunstâncias e eventos que não podemos controlar, como condições externas, ações de outras pessoas e eventos naturais. Em contraste, eles argumentavam que nossa resposta a essas circunstâncias está sob nosso controle. Eles defendiam que direcionar nossa energia e foco para aquilo que podemos influenciar e aceitar com serenidade o que está além de nosso poder era essencial para uma vida virtuosa e feliz.


Figuras notáveis da filosofia estóica, como Epicteto, Sêneca e Marco Aurélio, elaboraram sobre a dicotomia do controle em suas obras. Suas reflexões e ensinamentos contribuíram para a disseminação desse conceito ao longo dos séculos, influenciando não apenas a filosofia, mas também áreas como a psicologia, o desenvolvimento pessoal e até mesmo a psicoterapia, onde os princípios estóicos são frequentemente aplicados para promover a resiliência e o bem-estar mental.


Assim, a Dicotomia do Controle originou-se da sabedoria dos estóicos, que acreditavam que abraçar essa filosofia poderia nos capacitar a viver de maneira mais sábia, tranquila e virtuosa, mesmo em face das inevitáveis incertezas da vida.


COMO É SER UM ESTOICO HOJE EM DIA? EXEMPLOS DE ESTOICISMO

Uma das características do estoicismo que fez dele uma das correntes filosóficas dominantes foi sua natureza prática; foi entendido como uma espécie de caixa de ferramentas que lhes permitiu avançar em direção à autorrealização. Portanto, e assumindo que o verdadeiro estoico é um ideal para aspirar, e não um objetivo, algumas dessas ferramentas são as seguintes:

  • Identificar o que você pode controlar e o que você não pode controlar

  • Lidar com as emoções negativas e analisá-las usando a razão

  • Concentrar-se no momento presenta e evitar sofrimento emocional pelo passado ou futuro

  • Preocupar-se com os pensamentos, evitando a dependência de coisas externas.

  • Escrever um diário estoico e anotar as coisas importantes de cada dia para analisar o que deu certo, o que deu errado e o que ainda falta fazer.


Equilíbrio Entre o Controlável e o Incontrolável

A busca pelo equilíbrio entre o controlável e o incontrolável é uma jornada profundamente pessoal. Como psicoterapeuta e especialista em ansiedade e depressão, compreendo a importância de ajudar meus pacientes a encontrar esse equilíbrio. Quando direcionamos nossa energia para as áreas que podemos influenciar diretamente e aprendemos a soltar as preocupações que estão além de nosso alcance, abrimos espaço para um estado mental mais tranquilo e focado.


Quantos dos pacientes chegam no consultório amarrados no perfeccionismo, focados em querer se sentirem pertencentes, seja na família, trabalho ou até mesmo na sociedade, e quer ter o controle de tudo, e nada pode sair do seu controle. Assim é a forma que elas encontram pra que o mundo se encaixe a ela e se ela perder este controle as pessoas não a aceitarão.


O peso nas costas de carregar tudo de todos, a necessidade de ser perfeita, acaba não saindo como desejado, fracassos atrás de fracassos, levando a culpa, ansiedade e depressão.

Perceber que existe uma raiz profunda e que está tudo bem não poder controlar tudo, e que nem tudo está ao seu controle, na verdade, a grande maioria das coisas não estarão ao seu controle, é um desafio.


Mas existe um ponto positivo nisso. O que você pode controlar junte isso aos seus valores, aquilo que você acredita que tenha um grande impacto positivo, como princípios éticos e morais, educação e capacidades de se conectar consigo.

E as coisas ao qual fogem do seu controle, aprenda a evoluir. enxergue como uma oportunidade de crescimento, uma tempestade que vier você não pode controlar, mas o que você pode aprender com ela, sim. Pra que na próxima tempestade você esteja mais preparado(a)



A Resiliência Como Fruto da Compreensão

Em minha trajetória como palestrante motivacional, tenho testemunhado repetidamente o poder transformador que vem da compreensão profunda da dicotomia do controle. Ao abraçar a ideia de que nem tudo está sob nosso domínio, cultivamos a resiliência. Essa resiliência é como uma raiz forte que nos mantém firmes mesmo diante das tempestades da vida. Ela nos permite enfrentar desafios com coragem e manter uma visão otimista do futuro.


Navegando Pelas Águas da Ansiedade

A neurociência nos ensina que a ansiedade muitas vezes surge quando nossa mente se concentra excessivamente no futuro, nas incertezas e nos elementos que não podemos controlar. Como hipnoterapeuta e coach de vida, tenho ajudado indivíduos a reprogramar suas mentes para focar no presente e nas ações concretas que podem tomar para melhorar suas vidas. Essa mudança de perspectiva não só alivia a ansiedade, mas também fortalece a capacidade de enfrentar os desafios de frente.


Um Olhar Filosófico e Espiritual

Minha dedicação em teologia e filosofia me permitiu explorar a dicotomia do controle sob uma lente espiritual e filosófica. Ao contemplar a natureza complexa da existência, podemos encontrar conforto ao perceber que há forças maiores do que nós em ação. Essa compreensão nos ajuda a aceitar que nem tudo está sob nosso controle pessoal, liberando-nos do fardo de carregar o peso do mundo em nossos ombros.


Cultivando o Equilíbrio Interior

Cultivar o equilíbrio interior é um processo contínuo e gratificante. À medida que mergulhamos mais fundo na prática da dicotomia do controle, descobrimos que essa habilidade vai além da aceitação passiva. Trata-se de escolher conscientemente onde direcionar nossa atenção e energia. Ao fazê-lo, não só nutrimos nossa própria paz interior, mas também inspiramos aqueles ao nosso redor a adotar uma abordagem mais positiva diante das adversidades.


O Caminho Rumo à Resiliência

Como pai de duas filhas adolescentes, entendo a importância de transmitir a sabedoria da dicotomia do controle para as gerações futuras. Ao compartilhar histórias de superação e exemplos concretos de como podemos aplicar essa filosofia em nossa vida diária, estamos preparando o terreno para uma sociedade mais resiliente e com mais inteligência emocional.

Em uma geração tão imediatista, e tudo tem que estar prontinho como um aplicativo em um celular, os jovens de hoje vem cada vez mais sofrendo com este mundo tão acelerado, perdendo completamente o controle das suas capacidades e se frustrando com o que não podem controlar.


Conclusão: Abraçando a Dicotomia do Controle

Em resumo, a dicotomia do controle nos convida a examinar cuidadosamente nossas preocupações e ações, discernindo entre aquelas que podemos influenciar diretamente e aquelas que devemos liberar. Ao dominar essa arte, construímos resiliência, cultivamos uma mentalidade mais positiva e encontramos um equilíbrio interior duradouro. Como escritor dos livros "A Força da Resiliência", "Sinal Positivo da Ansiedade" e "Vencendo a Ansiedade", reafirmo a importância de abraçar essa filosofia como um guia para viver uma vida mais plena e significativa.

Assinatura Fred Esteves Blog
Fred Esteves Blog

 
Fred Esteves Psicoterapeuta
Fred Esteves

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

PRODUTOS